Dieta da Proteina

300x250-H2

Hoje a Dieta da vez é a das proteínas, que visa barrar os carboidratos dando lugar de exclusividade ás proteínas no organismo.

A Dieta das Proteínas foi criada pelo Dr. Cardiologista Robert Atkins, e hoje é uma referência mundial para muitas pessoas que buscam uma alimentação a base de proteínas.

Essa dieta consiste em trabalhar o corpo e a alimentação em níveis, e na primeira semana (que seria o nível 1), a ingestão de carboidratos é bem limitada, ficando apenas na faixa dos 20g.

Isso é necessário para dar inicio há um processo bioquímico, em que o fígado converte gordura corporal em corpos cetônicos e ácidos graxos, já que estes podem ser usados como fonte de energia na falta de carboidratos.

Segundo o Dr. Robert, criador da Dieta da Proteína, esse processo que ocorre no inicio da Dieta é essencial para o emagrecimento.

Da segunda semana em diante é possível consumir ate 40g de carboidratos ao dia, já que o organismo começa a se acostumar a usar a gordura como fonte de energia (deixando um pouco de lado a dependência dos carboidratos).

Segundo o criador da Dieta, isso ocorre porque o organismo está em cetose, que foi iniciado na primeira semana, e é justamente isso que ajuda a ir rumo ao emagrecimento rápido.

Como fazer a Dieta das Proteínas?

Essa não é uma dieta restritiva de porções, o ideal mesmo é que retire alimentos com altos índices de carboidrato das refeições, de modo a iniciar esse processo de queima da gordura como fonte de energia.

Apesar de não ter grandes restrições como em muitas outras dietas, a dieta da proteína é difícil de ser seguida, justamente porque vai contra o hábito de consumir os carboidratos que a maior parte das pessoas se acostumou por anos.

Um exemplo claro fica para a principal refeição do dia, o almoço. Nela é indicado que deixe de lado o Arroz, massa, leguminosas, tubérculos, milho, ervilha e lentilha, ficando liberado o consumo de ovos, embutidos, carnes, verduras, peixes e bacon.

300x250-H2

Como pode ver essa dieta vai contra o hábito da maioria das pessoas e justamente por isso ela é difícil de ser seguida por um tempo mais longo, o que muitas vezes acaba causando o efeito contrário, já que a pessoa não consegue mais ficar sem comer carboidratos e quando volta a comer, come demais. O que pode ajudar a resultar em um ganho de peso.

Além deste fator, alguns nutricionistas ainda ressaltam o mau da não reeducação alimentar por trás da dieta da proteína, que pode ser mais um fator a favor do terrível efeito sanfona.

É possível perder ate 8Kg em um mês com a Dieta da Proteína!

Porém pelo que os especialistas dizem, a maior parte de perda será de massa muscular e não de gordura, e por isso, apesar da grande perda de peso em um curto período, a dieta da proteína não é a opção mais saudável para o corpo.

Contra indicação da Dieta das Proteínas!

Essa é uma dieta que vai contra os carboidratos e ate que o corpo se acostume, efeitos como tontura, alteração de humor, sonolência, propensões a desmaios e tremores podem aparecer.

Fora que em longo prazo a dieta das proteínas libera gordura saturada, um fator que pode contribuir para o aumento do colesterol, por isso fique bem atento.

Gestantes e pessoas com algum tipo de problema renal devem ficar bem longe da dieta das proteínas, já que a dieta força demais os rins.

O que você achou da Dieta das Proteínas?

Deixe seu comentário e o que achou sobre a dieta das proteínas após ler este artigo e conhecer um pouco mais sobre seus benefícios e riscos.

Também aproveito para deixar a fonte de informação para a criação do artigo.
[like-to-dl theme=”blue” url=”http://boaforma.uol.com.br/dietas/dieta-do-dr-atkins.htm” like_url=”http://dietaperderpesorapido.com/1060/proteina-robert-atkins/” message=”Clique em curtir para ver a fonte de informação.”]

300x250-H2

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>